Google é autorizado pelo FCC para operar sensor de movimentos Project Soli

Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos autoriza o Google a utilizar frequências de espectro em projeto de controle de objetos por movimentos das mãos e gestos

Amostra do funcionamento do Soli Sensor
Amostra do funcionamento do Soli Sensor
Compartilhe:

A agência reguladora das comunicações dos Estados Unidos (Federal Communication Commission) autorizou o Google a utilizar frequências do espectro para desenvolvimento do projeto Soli sensors (request for waiver of Section 15.255 of the Comission’s Rules Applicable to radars used por short-range interactive motion sensing in the 57-64 Ghz frequency band).

Este projeto captura os movimentos de modo tridimensional, usando mini radares para capacitar o controle pelas mãos e gestos corporais de equipamentos, potencialmente beneficiando usuários com mobilidade reduzida na fala e tato.

Há interesse público no fornecimento de inovações voltadas à mobilidade

Segundo a FCC, há interesse público no fornecimento de inovações baseadas em tecnologias que utilizam movimentos das mãos e gestos, para controlar objetos.

Após debate sobre a regulamentação da utilização do espectro de frequências não sujeita ao licenciamento, na hipótese de que os aparelhos tenham baixa probabilidade de interferir nas frequências utilizadas por outros usuários.

Também, da possibilidade de interpretação sobre as regras que tratam da frequência utilizada por sensores de movimentos. Conforme a regulamentação da FCC, a Seção 15 do respectivo regulamento, os equipamentos com alta potência de frequência somente podem ser utilizados nas redes de comunicação dentro de aeronaves. Portanto, o pedido do Google é para afastar esta regra, a fim de permitir a utilização dos radares, para além da comunicação por sensores dentro dos aviões.

Conforme ainda, a coexistência de diversos usos das frequências e riscos de interferências foram adequadamente explicados. Em questão, a análise de risco de interferência do sinal dos sensores utilizados no projeto Google Soli Sensors com a faixa de frequências de radioastronomia e serviços de satélite.

Conforme a FCC, questões da utilização de equipamentos eletrônicos a bordo de aeronaves, inclusive o Google Soli sensors, são submetidos à agência federal da aviação civil. Assim, a decisão da FCC obriga que o projeto deve ser certificado, conforme especificações técnicas aplicadas na regulação federal para operar na faixa de frequências de 57-64 Ghz, com a potência máxima de +13 dbm/Mhz.

Ao final, a licença foi para utilização das frequências foi deferida para a exploração dos sensores de movimento das mãos e gestos, para o controle de objetos na comunicação à distância.

Compartilhe: