Netflix é processada em R$25 milhões por Black Mirror: Bandersnatch

Netflix é processada nos EUA por suposta violação ao direito da marca ao fazer o filme Black Mirror, a partir do livros da série "Escolha sua Própria Aventura"

Black Mirror: Bandersnatch / Netflix
Black Mirror: Bandersnatch / Netflix
Compartilhe:

A empresa Chooseco LLC ajuizou ação judicial contra a Netflix sob a acusação da violação aos direitos da marca sobre Choose your own adventure.

A franquia é uma série de livros interativos ao público infantil, perante a Corte do Distrito de Vermont nos Estados Unidos. Segundo o autor da ação, o Netflix não tem licença ou autorização para utilizar a marca da Chooseco. Ainda, alega-se que o filme Back Mirror Bandersnatch a utiliza indevidamente.

No produto original da Chooseco (Choose your own adventure) o telespectador escolhe a história e o final do livro interativo.

Conforme narrativa na petição inicial, argumenta-se que a empresa Chooseco teria sofrido danos em mais de $25 milhões de dólares sob as seguintes acusações:

  1. Primeira acusação, violação à legislação federal de proteção às marcas (Federal Trademark Infringement) e diluição da marca.
  2. Segunda acusação, competição desleal e falsa designação do produto de origem.

Em síntese, alega-se que a Netflix ilegalmente obteve lucros em suas atividades, mediante prática de competição desleal, e causou perdas e danos à Chooseco.

Compartilhe: